APRENDER SEMPRE


Existe uma cultura enraizada na sociedade que nos diz que, depois da reforma, perdemos relevância...

Felizmente temos idade suficiente para sabermos que isso não é relevante!

A sabedoria e a experiência que temos para oferecer nunca foram tão importantes para o mundo. Vamos então desencadear a partilha desse conhecimento . 

Vamos também navegar no próximo capítulo e adquirir novas competências para usufruirmos da vida com alegria, confiança e com uma nova perspetiva. 


"Quanto mais aprende, melhor e mais afinada fica a sua memória"


Aprender ao longo da vida transmite um sentimento de bem-estar, ajuda a pensar melhor e aumenta a sua longevidade. Quanto mais aprende, melhor e mais "afinada" fica a sua memória ao longo do tempo. Se o seu cérebro não for "desafiado" para aprender coisas novas durante um longo período de tempo, acaba por perder a sua capacidade de discernimento e terá mais dificuldade em assimilar nova informação.

Deixamos algumas sugestões

Em 2017 num curso de investimentos foi apresentada a seguinte ideia, o dinheiro estica a vida não. Sem entrar na discussão em que circunstâncias poderão as duas asserções estar certas ou erradas eu prefiro dizer a vida e o dinheiro podem esticar ou em tempo de grande inflação talvez seja melhor dizer "o dinheiro não precisa de encolher tanto".

Se considera que as despesas em comissões bancárias de manutenção de conta são excessivas consulte o portal do Banco de Portugal e faça simulações no comparador de comissões https://clientebancario.bportugal.pt/pt-pt/aplicacao/comparador-de-comissoes por forma a escolher aquele(s) que poderão ser mais económicos atendendo ao seu perfil de cliente....

"E era bom aluno? Tinha boas notas?", pergunta invariavelmente Francisco Pinto Balsemão aos seus convidados no podcast "Deixar o mundo melhor".

Todos sabemos que a geração dos nossos netos é mais propensa a pressionar teclas ou superfícies interactivas de computadores, IPhones e tablets, mas pouco estimulada a ler ou a escrever. O digital vem dominando a comunicação, a imagem e o som, ficando a leitura e a escrita muito secundarizadas

O que veem os teus olhos seguido de uma foto exótica ou estranha, com formas e cores diversas... é um dos exercícios que a Maria Irene coloca na lista para uma sessão do Desafio da Escrita.

QI & QE & QA

12-06-2022

Na semana passada li no Expresso uma crónica do Cardeal Tolentino de Mendonça sobre um livro de Jean Cocteau (1889-1963).

Vizinhando

09-02-2022

Os vizinhos vivem perto de nós, às vezes no mesmo prédio ou no mesmo andar, constituindo a comunidade do nosso núcleo habitacional - a nossa família alargada. Sabemos que estão lá, pois nós ouvimo-los e eles sentem-nos, mas pouco mais. Vemo-los ocasionalmente e, por detrás das nossas máscaras, damos-lhes agora os bons dias e as boas-noites, nas...

Descobri verdadeiramente o Teatro há uns cinco anos através de uma das minhas filhas, que desde os oito anos frequentava a atividade em workshops anuais. Sempre adorei cinema, frequentadora assídua, mas teatro era muito raro ir assistir, comecei pelos exercícios/peças de fim de ano da minha filha, depois passei a ir ao teatro com ela ver peças que...

Associamos, geralmente, um assessment a ferramentas utilizadas pelas empresas para avaliar competências comportamentais e cognitivas dos seus colaboradores. Conhecemos bem as diferentes lentes de observação que um assessment permite utilizar: questionário de auto-avaliação; questionário 360 em que se capta o feedback de chefias, pares e reportes;...

O valor da criatividade

"Quando se perde dinheiro, perde-se um pouco ; quando perdemos tempo, bastante mais se perde; quando perdemos a saúde, praticamente perdemos tudo, mas quando perdemos a criatividade, não sobrou nada".